top of page

Entenda o crescimento do setor imobiliário em 2023 e o que esperar de 2024



O setor imobiliário experimentou crescimento e evolução significativos no ano passado, e as projeções para 2024 indicam mais um ciclo promissor.


O desempenho excepcional do mercado imobiliário em 2023, superando as expectativas, reflete a confiança e a resiliência do setor diante de desafios políticos e econômicos no início do ano, incluindo a transição para um novo governo federal e preocupações com a inflação.


Mesmo diante desses desafios, a atividade imobiliária destacou-se, encerrando mais um ciclo com notáveis ​​crescimento, rentabilidade e recordes em investimentos, lançamentos e vendas.


Nos sete primeiros meses de 2023, o mercado imobiliário no Brasil registrou um impressionante crescimento de 14,4% em comparação com o mesmo período do ano anterior. A habitação popular liderou esse aumento, com um crescimento de 18,3%, totalizando R$ 11,9 bilhões em transações. O segmento de imóveis de Médio e Alto Padrão também apresentou resultados sólidos, com um crescimento de 15,1%, alcançando R$ 10,7 bilhões em transações.


Os resultados positivos em todos os segmentos, com altas acima de 10%, evidenciam a importância do mercado imobiliário na economia brasileira, segundo a Abrainc (associação das incorporadoras).


A partir de fevereiro de 2023, o programa habitacional Minha Casa Minha Vida impulsionou significativamente as vendas de imóveis populares. A expectativa é que até o final de 2023, o programa responda por aproximadamente 550 mil financiamentos, superando a meta inicial de 375 mil. Para 2024, prevê-se um investimento de mais de R$ 13,7 bilhões no programa, representando um aumento de 41,1% em relação a 2023.


Relatórios da CBIC indicam que mudanças implementadas em julho impulsionaram as vendas do MCMV, com um aumento de 35,8% em lançamentos e 13% nas vendas no terceiro trimestre de 2023.


No que diz respeito ao financiamento e crédito imobiliário, a Caixa Econômica Federal registrou um saldo de R$ 707,9 bilhões em operações em 2023, um aumento de 14,6% em relação ao ano anterior, com uma participação de mercado de 68,8%. As contratações de crédito imobiliário nos nove primeiros meses de 2023 totalizaram R$ 136,9 bilhões, representando um crescimento de 10,3% em relação ao mesmo período de 2022.


Com números expressivos, o mercado imobiliário teve um ano movimentado, e as tendências para 2024 indicam espaço para mais crescimento e surpresas.



Evolução do Mercado Imobiliário em 2023


O ano de 2023 foi um dos melhores para o mercado imobiliário, com crescimento nas vendas, maior oferta, melhoria nos processos de contratação de crédito e financiamento, além do aumento dos lançamentos em todo o país.


Esse retrospecto animador traz otimismo para as tendências do mercado imobiliário em 2024, com previsão de crescimento acima das projeções para a economia nacional, gerando novas oportunidades profissionais.


Apesar dos desafios na economia, com a redução dos juros, e na política, com as eleições municipais, o cenário atual é positivo, com quedas na taxa básica de juros, controle da inflação e melhorias no acesso ao crédito, incluindo novidades no Minha Casa Minha Vida.


O fortalecimento do mercado imobiliário também depende do planejamento cuidadoso das famílias para a compra de imóveis financiados, considerando a avaliação do comprometimento da renda para reduzir os riscos de inadimplência.

As negociações imobiliárias, para compra ou venda, permanecerão como forte tendência em 2024, pois o mercado imobiliário é um investimento tradicional, líquido, consolidado, confiável e seguro, sendo considerado uma reserva de valor mesmo em crises.




Novas Oportunidades nos Tipos de Imóveis


As expectativas para o mercado imobiliário em 2024 são grandes, com apostas nos tipos e estilos de imóveis que serão mais atrativos e procurados.


A busca por casas próprias como forma de segurança, estabilidade e alegria continua sendo um sentimento presente, especialmente entre as novas famílias que buscam imóveis com metragens maiores, espaço para home office e áreas de convivência.


Imóveis no interior e nas regiões metropolitanas são opções atrativas para quem deseja fugir da agitação das grandes cidades, impulsionando o mercado imobiliário em cidades menores.


Para solteiros e jovens, a preferência continua por imóveis compactos ou microapartamentos, fáceis de cuidar e bem localizados. O setor empresarial aproveitará a estabilidade econômica para investir em novas instalações, como galpões, salas e lajes corporativas, refletindo a tendência de imóveis mais amplos e sustentáveis, alinhados aos princípios do ESG (ambiental, social e de governança).


Tanto em imóveis residenciais quanto comerciais, há muitas expectativas e possibilidades para a geração de negócios em 2024.




Mais Opções para Compra de Imóveis


Além dos programas habitacionais consolidados, como o Minha Casa Minha Vida, o governo federal ampliou as ações para aquisição da casa própria. Mudanças, como o aumento no teto para imóveis de até R$ 350 mil, ampliação da participação para famílias com renda até R$ 8 mil, e prazo de financiamento de até 35 anos, facilitaram o acesso ao MCMV.


A Caixa Econômica Federal, como gestora do Minha Casa Minha Vida e principal agente de financiamento imobiliário, anunciou novidades na habitação e digitalização nas operações de crédito, contribuindo para o otimismo em 2024.




Tendências para o Mercado Imobiliário em 2024


A decisão de comprar um imóvel, antes vista como emocional, torna-se mais racional com a influência das novas tecnologias e das reais necessidades das pessoas. O crescimento do mercado de imóveis usados reflete essa mudança, oferecendo aos compradores a orientação dos Corretores de Imóveis para negociações mais vantajosas.


Tecnologia e inovação desempenham papel crucial, com o uso de realidade virtual, inteligência artificial e soluções digitais para tornar a busca e a compra de imóveis mais eficientes. Imobiliárias digitais já oferecem experiências sensoriais avançadas, como tour 360º, proporcionando visitas virtuais aos imóveis antes mesmo da construção.


O Metaverso no mercado imobiliário continua a se desenvolver, oferecendo soluções para a negociação de ativos reais e digitais por meio de blockchain e tokenização (NFTs). Em 2024, a tokenização e a multipropriedade representam instrumentos com grande potencial para a modernização do mercado imobiliário, possibilitando a participação de diferentes compradores em um mesmo imóvel, seja residencial ou comercial.


Outra tendência em 2024 são os condomínios e empreendimentos multifuncionais, que combinam imóveis residenciais e comerciais com áreas de lazer, cultura, esporte e entretenimento.


O investimento estrangeiro em imóveis no Brasil permanece forte, com a presença crescente de investidores de diferentes partes do mundo em diversas regiões do país.




Mercado Imobiliário: Um Mundo de Oportunidades


Os desafios são conhecidos, mas a economia brasileira mostra-se mais robusta, com melhor controle da inflação e estímulos à geração de emprego e renda.

O mercado imobiliário no Brasil é influenciado por diversos fatores, mas sua força, resiliência e maturidade indicam capacidade de superação e inovação a cada ciclo.


O mercado imobiliário oferece um mundo de oportunidades, e 2024 promete ser um ano de evolução nos negócios imobiliários, com planejamento e organização para atender às necessidades dos clientes da melhor forma possível.


Seja parte desse cenário promissor e invista em uma carreira de sucesso como Corretor de Imóveis em 2024.

5 visualizações0 comentário
bottom of page